Frase de Augusto dos Anjos


Imagem da Frase:



Psicologia de um vencido 
 
 Eu, filho do carbono e do amoníaco, 
 Monstro de escuridão e rutilância, 
 Sofro, desde a epigênese da infância, 
 A influência má dos signos do zodíaco. 
 
 Produndissimamente hipocondríaco, 
 Este ambiente me causa repugnância... 
 Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsia 
 Que se escapa da boca de um cardíaco. 
 
 Já o verme — este operário das ruínas — 
 Que o sangue podre das carnificinas 
 Come, e à vida em geral declara guerra, 
 
 Anda a espreitar meus olhos para roê-los, 
 E há-de deixar-me apenas os cabelos, 
 Na frialdade inorgânica da terra! (Augusto dos Anjos)
Mais frases populares de Augusto dos Anjos

Sobre o Autor:
Augusto dos Anjos
Augusto dos Anjos


Nascimento: 20 de abril de 1884

Morte: 12 de novembro de 1914 (30 anos)

Biografia: Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos foi um poeta brasileiro, identificado muitas vezes como simbolista ou parnasiano. Todavia, muitos críticos, como o poeta Ferreira Gullar, preferem identificá-lo como pré-modernista, pois encontramos características nitidamente expressionistas em seus poemas.

Frase do Dia

Toda música é reflexo de uma época.
Tom Jobim

Autores populares