Frase de Juciane Afonso

Frase adicionada por Juciane em 29/06/2020


Imagem da Frase:



Não paro,
Não Kahlo,
Sofrida,
Por isso falo!
Choro, me embriago na tristeza
As raízes que me adornam
Me estrangulam
E os espinhos rasgam minha pele.
Me alegro com macacos
Aves, por vezes gatos
O amor, já não mais beija a flor,
Morreu!
Pura quimera...
Me auto retrato de dura
Triste, é a louca realidade.
Onde não há riso
Nem consolo
Só o bater das asas das libélulas e mariposas.
Pobre de mim, agora sozinha
Em meio a dores, sem amores
Por onde andará
Alejandro, Noguchi e Trotsky
Chavela e María?
Conheci a tantos, amei, seduzi, sofri.
Foram muitos amantes
Mas só por Diego, 
Eu Frida, morri. (Juciane Afonso)
Mais frases de Juciane Afonso

Juciane Afonso
Juciane Afonso

Membro desde: 29/11/2018

Frase do Dia

A bondade é um rico manancial, que brota lágrimas ao toque da menor comoção.

Autores populares