Frase de Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Frase adicionada por Isabel-Ribeiro em 29/11/2020


Imagem da Frase:



ENTRE O TEJO E O SADO 

As letras são esfoladas de rasgado silêncio
À sombra do velho corvo sobre a lápide
Que morde feroz até ao tutano todas as palavras

Rasga os dentes na calma de qualquer verbo
Pois se até as silvas dão flores em sentimento  
Descobre que a raíz se deixa florir num poema

Já entre o tejo e o sado há rosas a florir no peito
E em todos os jardins vão florescer as palavras
Que contigo descobri a beleza dos dias, das noites (Isabel Morais Ribeiro Fonseca)
Mais frases de Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Nascimento: 03 de Abril de 1966 (54 anos)

Membro desde: 18/06/2020

Biografia: Nasci em Luanda- Angola Sou poetisa, mulher, mãe, amiga, companheira _Amante das belas coisas; a poesia comanda a vida _Escrevo textos- poemas- frases -versos _Que retratam todo o meu quotidiano

Frase do Dia

Nossos sonhos podem se transformar em realidade se os desejamos tanto a ponto de correr atrás deles.

Autores populares